DikaJob - Rede Social Farma, Biotec e Life Sciences

Rede Social Farma, Biotec e Life Sciences

Siga o DikaJob

YouTube    -    Instagram    -    LinkedIn    -    Telegram    -    Facebook

Executivos da Pfizer, Moderna e Novavax já exerceram stock options por US$ 500 mi

Executivos da Pfizer, Moderna e Novavax já exerceram stock options por US$ 500 mi

Pfizer

By Portal Suno

Os executivos das farmacêuticas Pfizer e Moderna exerceram stock options por US$ 500 milhões (cerca de R$ 2,7 bilhões) desde o começo da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

A Pfizer (NYSE: PFE) e a Moderna são entre as principais produtoras da vacina contra a pandemia de coronavírus, e ambas registraram fortes altas em suas ações desde março de 2020.

No começo da pandemia, em março passado, as ações da Pfizer eram cotadas por volta de US$ 27. Mas em dezembro de 2020 esse valor tinha quase dobrado, chegando próximo de US$ 43.

E foi justamente no final do ano passado, quando a Pfizer anunciou os resultados positivos dos testes da vacina contra a covid-19 desenvolvida junto com a BioNTech, que o diretor-presidente (CEO) Albert Bourla decidiu liquidar US$ 5,6 milhões de stock options da empresa. Um valor equivalente a aproximadamente 60% de seu portfólio.

Moderna ganha da Pfizer em stock options


Mas o seu homologo da Moderna (Nasdaq: MRNA) foi mais longe ainda. Nos últimos 12 meses Stèphane Bancel vendeu ações no mercado por US$ 98 milhões. Um valor que vale 11 vezes o salário total declarado pelo executivo em 2019.

No caso da Moderna, as ações passaram de US$ 18 há um ano atrás para mais de US$ 183 no começo de 2021. Uma valorização de dez vezes em menos de um ano.

Mas mesmo com esse plano de vendas massivo, a maior parte dos ativos acumulados por Bancel no ano da Covid ainda está em ações da empresa.

Bancel possui um pacote de ações que valiam originariamente US$ 329 milhões e que hoje – segundo os cálculos da S&P Market Intelligence – está avaliado em quase US$ 2,8 bilhões.

O executivo, junto com outros colegas da Moderna, optou pela liquidez exercendo as stock options na base de planos acordados com a empresa.

Planos que preveem prazos muito precisos sem os quais a acusação de uso de informações privilegiadas seria praticamente imediata.

No total – de acordo com os cálculos da consultoria Kaleidoscope publicados no jornal The Wall Street Journal – os executivos da Moderna venderam ações no mercado por um valor equivalente a US$ 321 milhões.

A Moderna sozinha é responsável por metade dos quase US$ 500 milhões em ações vendidas por executivos de 13 empresas farmacêuticas que se dedicaram de várias formas ao desenvolvimento de uma vacina contra a covid-19.

Novavax também teve grande valorização


Uma lista que também inclui Novavax (Nasdaq: NVAX), uma pequena empresa de biotecnologia que desenvolveu uma vacina muito promissora.

As ações da empresa, nos últimos 12 meses, registraram um aumento impressionante de 3300%, passando de cerca de US$ 3 para cerca de US$ 270.

Os executivos da Novavax venderam ações por US$ 40 milhões nos últimos 12 meses.

Por outro lado, se sabemos tudo das operações de executivos da Pfizer, Moderna e Novavax, não há relatos de outra empresa farmacêutica muito popular: a alemã BioNtech. Suas ações subiram 260% no último ano. O fundador Ugur Sahin detém 17,3% do total do capital. Um pacote que valia US$ 1,4 bilhão antes do coronavírus, e que hoje está avaliado em US$ 4,798 bilhões.

Exibições: 21

Comentar

Você precisa ser um membro de DikaJob - Rede Social Farma, Biotec e Life Sciences para adicionar comentários!

Entrar em DikaJob - Rede Social Farma, Biotec e Life Sciences

ACESSE

© 2021   Criado por JONI MENGALDO.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço