Siga o DikaJob

YouTube    -    Instagram    -    LinkedIn    -    Telegram    -    Facebook

Oxford vai estudar se é possível combinar vacinas diferentes no mesmo paciente

Os pesquisadores também vão avaliar duas opções de intervalo entre as duas doses. Na 1ª, o intervalo será de 4 semanas e, na 2ª, de 12 semanas

1º estudo com essa finalidade usará Pfizer e AstraZeneca

By PODER360

A Universidade de Oxford anunciou nessa 4ª feira (3.fev.2021) que vai fazer um estudo para verificar se é possível combinar duas vacinas diferentes contra a covid-19 no mesmo paciente.

Será o 1º estudo com essa finalidade no mundo. Analisará os efeitos combinados da vacina da Pfizer/BioNTech e da Astrazeneca/Oxford em 820 voluntários com mais de 50 anos.

A Oxford também vai testar duas opções de intervalo entre as duas doses necessárias. Na 1ª opção, haverá um intervalo de 4 semanas e, na 2ª, de 12 semanas, opção escolhida pelas autoridades britânicas para alcançar mais pessoas na campanha de vacinação.

Se o estudo mostrar eficácia em proteger o paciente contra a covid-19, haverá mais flexibilidade na vacinação. Isso poderá ajudar a mitigar os efeitos da falta de oferta de doses em alguns países.

No total, 105 milhões de doses da vacina contra a covid-19 já foram aplicadas no mundo. O número superou o de contágios registrados pelo coronavírus até aqui (103,5 milhões).

Exibições: 9

Comentar

Você precisa ser um membro de DikaJob - Rede Social Farma, Biotec e Life Sciences para adicionar comentários!

Entrar em DikaJob - Rede Social Farma, Biotec e Life Sciences

ACESSE

© 2021   Criado por Joni Mengaldo.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço