Ruptura e comunicação são os alvos das farmácias em 2022

 

Expansão de lojas ou ampliação do mix? Nada disso. A última enquete do Panorama Farmacêutico indica que as farmácias brasileiras estão olhando, literalmente, para dentro do negócio e investindo na gestão do estoque e na divulgação do portfólio já existente.

Dos 2.894 leitores que emitiram sua opinião, 1.207 (42%) informaram que a redução do nível de ruptura será a principal estratégia para dinamizar as vendas em 2022. Outros 28% (819) apostam no marketing e na comunicação para estimular as operações. Somente 17% (482) disseram que o esforço será direcionado para incrementar a oferta em loja, enquanto 13% (386) apostam na ampliação de PDVs.

 

10038442871?profile=RESIZE_400x

 

Estoque na palma da mão

O varejo farmacêutico, aliás, vem se destacando no quesito ruptura. No ano passado, a ausência de produtos por má gestão comercial foi de apenas 4,05%. Como parâmetro, o percentual em supermercados chegou a 10,05%. Os dados são de uma pesquisa da Abrappe em parceria com a EY, que reuniu análise de 74 mil lojas.

“A pandemia foi um gatilho para transformar radicalmente o modelo de atuação das farmácias. A necessidade de atender mais clientes por diferentes canais e a mudança no perfil de compra, com foco em categorias como suplementos e vitaminas, levou o setor a apostar em novas tecnologias para controle de vencimento dos produtos”, contextualiza Carlos Eduardo Santos, presidente da Abrappe.

 

Bem mais perto do consumidor

Com menos ruptura, o cliente pode ter a certeza de encontrar o que precisa no canal farma. Mas como realmente garantir que ele retorne em vez de partir para a concorrência? A resposta pode estar na comunicação combinada com a tecnologia.

Bem mais perto do consumidor
Com menos ruptura, o cliente pode ter a certeza de encontrar o que precisa no canal farma. Mas como realmente garantir que ele retorne em vez de partir para a concorrência? A resposta pode estar na comunicação combinada com a tecnologia.

 

Ruptura e comunicação são os alvos das farmácias em 2022

 

Nova enquete

Por meio da enquete que está no ar, queremos avaliar os impactos da ômicron para o regime de trabalho das empresas. O rápido avanço da variante e a explosão de casos da Covid-19 no Brasil religaram o sinal de alerta no setor e a retomada plena do modelo presencial fica ameaçada mais uma vez.

Fonte Panorama Farmacêutico

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

DikaJob

Para adicionar comentários, você deve ser membro de DikaJob.

Join DikaJob

Comentários

  • Falta um pouco de criatividade e inovção nas açoes de comunicõeso das famácias. Tanto interna como externa. Deveriam aprocinar-se mais de seus clientes com açoes estrátegicas on e ofline.  Gerando assim uma maior fidelização e enganjamento com seu público alvo. Açoes no ponto de venda e campanhas que levem uma nova experiência aos clientes. 

This reply was deleted.

Faça seu post no DikaJob